Após críticas, Temer indica mulher para comandar BNDES

17 de maio de 2016

Tags:Brasil
Foto: Reprodução / Youtube
Depois de ter recebido uma série de críticas pela ausência de mulheres em sua composição ministerial, o presidente interino Michel Temer confirmou nesta segunda-feira o nome da primeira mulher que integrará sua equipe. Será a executiva Maria Silvia Bastos Marques, que ficará na presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em substituição a Luciano Coutinho.
Maria Silvia é doutora em economia e foi a primeira mulher a ocupar a presidência da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), entre 1999 e 2002. Também foi secretária de Fazenda do Rio de Janeiro no governo do ex-prefeito Cesar Maia (1993-1996).
A executiva foi ainda pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (IBRE/FGV) e sócia de consultoria, além de ter trabalhado na Empresa Olímpica Municipal (EOM) na prefeitura do Rio de Janeiro.
O ministro do Planejamento, Romero Jucá, afirmou que Maria Silvia tem experiência no setor.
— É um convite para colocar alguém competente, experiente, que tem toda condição de fazer um grande trabalho no BNDES, então o presidente Michel entendeu de convidá-la. E eu considero uma ótima escolha — relatou Jucá.
Ausência feminina no governo
De acordo com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, a falta de mulheres nos ministérios se deu porque os partidos indicaram apenas homens para ocupar as pastas. Apesar disso, Padilha ressaltou que um dos postos mais importantes, a chefia de gabinete da Presidência, é ocupado por uma mulher, Nara de Deus Vieira.
Fonte: Zero Hora

Ao Vivo - Rádio Carazinho