BRASIL PROPORÁ Á ARGENTINA LIVRE-COMÉRCIO DE CARROS

17 de fevereiro de 2016

Foto: Reprodução
O Brasil apresentará ao novo governo argentino do presidente de Mauricio Macri, em reunião em Buenos Aires, marcada para quinta-feira, uma proposta de acordo de livre-comércio no setor automotivo. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, declarou que “caminhamos para esse tipo de negócio no Mercosul”. Segundo ele, as condições para um acerto estão dadas.
Monteiro aposta na postura liberal do novo Executivo argentino para costurar a proposta. Em 2015, um acordo, liberando o comércio automotivo, foi assinado com o Uruguai. O ministro disse que há espaço para que o comércio de automóveis entre o Brasil e a Argentina possa se fortalecer, assim como em toda a região.
Um pacto automotivo também foi firmado com a Colômbia no ano passado. A estratégia brasileira é aumentar o acesso a mercados, principalmente neste momento no qual a taxa de câmbio no País está mais favorável aos produtos nacionais.

Para Monteiro, o crescimento das exportações é a saída para as empresas enfrentarem a redução da demanda doméstica, que não se recuperará tão cedo. Ele avaliou que a balança comercial surpreenderá em 2016 e apresentará lucro maior que a previsão, estimado em 35 bilhões de dólares.
Segundo o ministro, o setor não tem outra saída a não ser ampliar as exportações. “Temos de combinar o câmbio com a política comercial brasileira para melhorar as condições de acesso ao mercado”, explicou Monteiro.
Na Argentina, a liberalização do comércio de veículos sempre sofreu resistência pelo temor de uma invasão de carros brasileiros. 
Fonte:o sul

Ao Vivo - Rádio Carazinho