DEFLAGRADA A GREVE DOS SERVIDORES DA JUSTIÇA FEDERAL E DO TRABALHO EM URUGUAIANA

19 de junho de 2015

Nesta quinta-feira (18), os servidores da Justiça do Trabalho e da Justiça Federal reuniram-se em frente ao edifício Dom Félix, onde estão localizadas as duas varas do trabalho da cidade. Na Justiça do Trabalho, técnicos, analistas e oficiais de justiça deflagraram greve desde a última terça-feira (16), quando se reuniram com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul (Sintrajufe/RS). Na Justiça Federal, os trabalhadores integraram o movimento desde a tarde de ontem.
Segurando banners com a inscrição “Reposição salarial já!”, os servidores demonstraram sua indignação com as perdas salariais acumuladas em razão dos nove anos sem reajuste no salário da categoria. Adriana Fuhrman, diretora de base do Sintrajufe da Justiça do Trabalho em Uruguaiana, destacou que a greve não visa, simplesmente, um aumento no salário dos servidores, mas, sim, ao pagamento da dívida do governo com a classe. Segundo ela, se o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 28/2015 for plenamente aprovado, apenas a metade dos valores devidos pela União será quitada. “Se considerar a inflação de 1% ao mês, em um ano teríamos perda de 12%, em nove anos, a perda seria maior do que 100%”, ponderou a diretora de base. O PLC 28/2015 objetiva a reposição de 50% das perdas salariais, portanto, ainda não seria o suficiente.



Fonte: Diário da Fronteira

Ao Vivo - Rádio Carazinho