Em repeteco dos 5000m, Odair Santos conquista a medalha de prata nos 1500m rasos T11

14 de setembro de 2016

Tags:Brasil
Foto: OIS
O fundista Odair Santos conquistou sua segunda medalha nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, novamente de prata. Depois de subir ao pódio nos 5000m classe T11, nesta terça-feira (13) o brasileiro ficou em segundo lugar nos 1500m T11. A vitória ficou com Samwel Mushai Kimani, do Quênia, o turco Semih Deniz ganhou bronze
O curioso é que a prova desta terça foi muito parecida com a corrida anterior, também contra o mesmo adversário. Nos últimos 500 metros, Odair desgarrou do grupo de corredores e assumiu a liderança, mas não suportou o ritmo e foi superado por Kimani nos metros finais.

Na opinião de Odair, desta vez ele ofereceu um pouco mais resistência ao queniano do que na derrota anterior. “Nos 5000m, ele me ultrapassou na curva a 120 metros do fim. Hoje nós ficamos juntos até mais perto do fim. Talvez na próxima prova eu consiga surpreendê-lo”.

Ao falar sobre sua segunda medalha de ouro, Kimani destacou a parceria de sucesso com James Boit, seu guia. “Trabalhamos juntos há sete anos, treinamos juntos e moramos na mesma casa, como irmãos. É meu melhor amigo, meu irmão”, afirmou.
O atletismo já rendeu 21 medalhas ao Brasil nestes Jogos Paralímpicos: sete de ouro, nove de prata e cinco de bronze.

Terezinha sem medalha

Na última prova do dia na pista, os 200m rasos T11, Terezinha Guilhermina lutaria para conquistar sua primeira medalha no Rio 2016. Só que a brasileira acabou desclassificada por ter queimado a largada. O ouro na prova ficou com a britânica Libby Clegg, que fechou a prova em 24s51. A China abocanhou prata e brozne, respectivamente com Cuiqing Liu e Guohua Zhou.(Rio 2016)

)

Ao Vivo - Rádio Carazinho