Grêmio e Atlético-MG empatam na Arena

29 de agosto de 2016

Foto: Lucas Uebel
Grêmio e Atlético-MG ficaram no empate, em 1 a 1, neste domingo, na Arena. O Tricolor dominou durante toda a partida e marcou o gol no começo do segundo tempo com Luan. Entretanto, quando passou a administrar o confronto, acabou sofrendo a igualdade, em gol marcado por Robinho, já no fim do duelo.
Com o resultado, os comandados de Roger Machado chegaram aos 36 pontos, mas permaneceram na sexta colocação. Já o clube mineiro caiu para a terceira, com 39. O líder é o Palmeiras que alcançou os 43 ao derrotar o Fluminense. No próximo domingo, às 18h30min, o Grêmio enfrenta o Botafogo, na Arena Botafogo. O próximo confronto do Atlético-MG é no dia 7, contra o Vitória, às 19h30min, no Independência.
Grêmio pressiona, finaliza, mas não abre o placar
Com o apoio da torcida, o Grêmio partiu para o ataque logo após a bola rolar e, aos 55 segundos, Fábio Santos tirou de calcanhar e a bola sobrou para Luan. O atacante bateu fraco no canto direito e Uilson fez a defesa. Aos dois, Bolãnos recebeu passe na esquerda de ataque, ao lado da grande área, ajeitou e bateu fraco para fácil defesa de Uilson.
Depois deste lance, o Tricolor passou a ter maior posse de bola e presença no campo ofensiva, mas sem conseguir transformar em chances claras de gol. O Galo se defendia como podia e buscava os contra-ataques para tentar surpreender. Aos 18, Wallace recebeu passe de Bolaños, em alta velocidade, invadiu a área e chutou no lado direito de Uilson. O goleiro saltou e fez a defesa. No lance seguinte, o Atlético-MG errou a saída de bola, Bolaños roubou a bola e bateu à direita da meta mineira.
Sete minutos depois, Luan tentou passar pelos marcadores na intermediária ofensiva, mas a bola sobrou para a defesa. Maicon chegou dividindo e a bola tomou a direção da meta atleticana. Uilson chegou a saltar para tentar tocar a esférica, mas ela caiu sobre a rede. A pressão do Tricolor continuava e, aos 35, Bolãbos cobrou falta na intermediária, a bola desviou na barreira e saiu próximo ao poste superior de Uilson.
Nos últimos 10 minutos, Maicon e Marcelo Oliveira arriscaram de fora da área e levaram perigo a meta de Uilson. Com maior presença no campo ofensivo, com 61,7% da posse de bola, segundo o Footstats, mas com muitos chutes desviados, 13 no total, o Grêmio foi para o vestiário sem abrir o placar.
Gol no início do Grêmio e no final do Atlético-MG
Sem alterações, o Tricolor voltou pressionando o Galo. Aos dois minutos, Bolãnos recebeu passe na linha da grande área e bateu forte. Uilson saltou e empurrou a bola pela linha de fundo. Cinco minutos, Luan fez jogada individual na frente da grande área, abriu espaço e chutou. A bola desviou em Fábio Santos e foi parar no fundo das redes. Grêmio, 1 a 0.
Os mineiros tentaram uma reação, mas a bem postada defesa do Tricolor conseguiu controlar o ímpeto dos visitantes. Porém, passou a criar menos chances, mesmo com maior posse de bola. Aos 25, Walace arriscou de fora da área e obrigou Uilson a saltar para espalmar pela linha de fundo. No lance seguinte, Walace driblou Douglas Santos e cruzou da direita de ataque. Luan matou no peito e chutou colocado próximo ao poste esquerdo de Uilson.
Após o lance, o jogo ficou morno, com o Grêmio administrando e o Atlético-MG tentando furar o bloqueio defensivo dos donos da casa, o que ocorreu aos 40 minutos. Douglas Santos cruzou rasteiro da lateral esquerda, a bola ultrapassou vários marcadores dentro da área e parou no pé de Robinho. O atacante, que entrou aos 18, chutou para o fundo das redes para empatar. O que era ruim quase piorou três minutos depois: Lucas Pratto chutou de dentro da área e a bola passou à esquerda da meta de Grohe. E a tarde que começou com festa na Arena terminou com vaias e frustração da torcida gremista.
Brasileirão 2016 – 22ª Rodada
Grêmio 1
Marcelo Grohe; Edílson, Walter Kannemann, Walace Reis e Marcelo Oliveira; Maicon, Wallace e Jaílson; Douglas (Ramiro), Luan e Bolaños (Henrique Almeida).
Técnico: Roger Machado.
Atlético-MG 1
Uilson; Carlos César, Ronaldo, Léo Silva e Fábio Santos (Romulo Otero); Leandro Donizete, Rafael Carioca, Lucas Cândido (Douglas Santos) e Maicosuel; Fred (Robinho) e Lucas Prato.
Técnico: Marcelo Oliveira
Gols: Luan (7min/2ºT) e Robinho (40min/2ºT)
Cartões amarelos: Bolaños, Walace e Wallace Reis (G) e Rafael Carioca, Fred, Lucas Cândido e Leonardo Silva (A)
Cartões vermelhos: –
Público: 32.963
Renda: R$ 1.111.533,00
Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE)
Auxiliares: Aílton Farias da Silva (SE) e Daniel Vidal Pimentel (SE).
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Correio do Povo

Ao Vivo - Rádio Carazinho