GRÊMIO PERDE PARA O ROSARIO CENTRAL POR 3 A 0 E ESTA FORA DA LIBERTADORES

6 de maio de 2016

 Foto: Juan Mabromata
A campanha do Grêmio na Libertadores teve um fim trágico nesta quinta-feira. O Tricolor foi amplamente dominado e sofreu uma goleada de 3 a 0 para o Rosario Central no estádio Gigante de Arroyito, dando adeus ao sonho do tri da América. Foi a quarta eliminação seguida em oitavas de final do Grêmio, que em momento algum esboçou alguma chance de reverter a derrota sofrida na Arena, semana passada.
Enquanto Rosario segue para as quartas de final onde enfrentará o Atlético Nacional, para o Grêmio resta o Brasileirão. A estreia é contra o Corinthians, curiosamente também eliminado da Libertadores nas oitavas, no dia 15 de maio.
Pesadelo desde o começo
O primeiro tempo começou da pior maneira possível para o Grêmio. Depois do gol logo no começo, a situação nem chegou a melhorar para virar pesadelo de vez. O Rosario manteve o controle do jogo e ampliou em um pênalti cometido pelo lateral Marcelo Hermes.
A defesa gremista fez água mais uma vez na jogada aérea. Montoya teve espaço na direita, passou por Hermes e cruzou na área. Marco Ruben desviou fraco com o pé, mas à queima roupa, e Marcelo Grohe não conseguiu segurar. A bola entrou devagarinho para o 1 a 0 que já eliminava a possibilidade de decisão nos pênaltis. E isso foi aos 4 minutos.
Bem marcado, o Grêmio teve três chances em cobranças de falta. As duas primeiras, com Douglas e Fred, foram ruins, sem sequer passar perto do gol. Uma terceira, novamente nos pés do zagueiro, superou a barreira e foi perigosamento no canto direito, mas o goleiro Sosa catou firme.
Sosa que trabalhou bem logo em seguida para evitar o empate aos 18 minutos. Ramiro fez boa jogada e do meio da rua levantou para Giuliano sozinho dentro da área. O meia desviou de cabeça, mas o goleirão mandou em escanteio. Após uma sequência de tentativas aéreas do Tricolor, um contra-ataque fulminante praticamente definiu os rumos da eliminação.
Pênalti derruba o Tricolor de vez
Aos 22 minutos, Cervi invadiu a área, adiantou a bola e foi derrubado por Marcelo Hermes, num bote atrasado. Marco Ruben foi novamente o carrasco. Chutou forte, no ângulo esquerdo e, mesmo com Grohe pulando no canto certo, não teve chances de evitar o 2 a 0.
Antes da virada para o segundo tempo, Hermes perdeu a oportunidade de se redimir. Luan fez boa jogada e serviu o lateral dentro da área. Sem marcação, ele tentou o chute cruzado, mas mandou longe da trave direita.
Derrota vira goleada
Veio a segunda etapa e, mesmo com Roger trocando Douglas por Pedro Rocha em busca de velocidade, o Rosario manteve o ritmo da partida sob controle. Logo aos 11 minutos, o placar por pouco não virou goleada. Montoya recuperou bola cruzada na esquerda, cortou para o meio e chutou cruzado, mas passou tirando tinta do poste direito após um pequeno desvio.
Na cobrança de escanteio deste lance, o amargo 3 a 0 pintou no placar. Cervi levantou na entrada da pequena área, Geromel ficou plantado no chão e Donatti subiu sozinho para fulminar de cabeça no canto direito.
A partir daí, bastou aos hermanos tocarem a bola e ditarem o ritmo, com o Tricolor poucas vezes ameaçando jogadas para descontar. Em verdade, o 4 a 0 é que ficou muito perto em alguns momentos. Grohe saiu da área para dividir, conseguiu o desarme em Herrera. Mas sobrou para Marco Ruben. Ele tentou colocar por cobertura nas redes, sem goleiro, mas Fred tirou em cima da linha.
A última chance gremista veio aos 32 minutos, mas não era para ser. Maicon fez ótima tabela com Bobô e chutou na cara do gol, só que Sosa desviou para escanteio e garantiu a goleada por 3 a 0. O Grêmio volta para Porto Alegre e agora só pensa em Copa do Brasil e Brasileirão.
Libertadores – Oitavas de final
Rosario Central 3
Sosa; Salazar, Donati, Burgos e Pinola; Musto, Montoya, Fernández e Cervi; Herrera e Marco Rúben (Lo Celso). Técnico: Eduardo Coudet.
Grêmio 0
Grohe; Ramiro, Geromel, Fred e Marcelo Hermes; Walace, Maicon, Giuliano e Douglas (Pedro Rocha); Luan e Bolaños (Bobô). Técnico: Roger Machado.
Gols: Marco Rubén (4min/1ºT e 23min/1ºT) e Donatti (12min/2ºT).
Fonte:Correio do Povo

Ao Vivo - Rádio Carazinho