GRÊMIO VENCE LDU POR 3 A 2

14 de abril de 2016

 Foto: Lucas Uebel
O Grêmio foi cirúrgico no primeiro tempo marcando gols e sofreu a altitude no segundo tempo até a último minuto para garantir a vitória no Equador. Superou a LDU por 3 a 2, nesta quarta-feira no estádio Casa Blanca, e garantiu a classificação para as oitavas de final da Libertadores.
A vitória leva os gremistas a oito pontos, num segundo lugar imutável no Grupo 6 – já que o Toluca tem 13. A LDU para em três pontos, na lanterna do grupo, e apenas cumpre tabela contra o San Lorenzo. Na próxima terça-feira, o jogo do Grêmio contra o Toluca na Arena servirá para definir o confronto das oitavas de final.

Depois do susto, a bonança
A primeira etapa começou com um susto, em gol anulado da LDU, mas a partir daí seguiu perfeita para o Tricolor. A tática foi deixar a posse de bola com os equatorianos, mas dar a resposta em contragolpes rápidos e gols cirúrgicos.
Aos dois minutos, Alemán levantou bola na área e Romero cabeceou para o fundo das redes. Por sorte, estava adiantado e o bandeira anotou impedimento. A LDU tentou pressionar e quase marcou com Alemán, após bola deslizar na perna de Marcelo Hermes. Só que o atacante não conseguiu enquadrar o corpo, perdendo a chance do chute.
Depois de resistir à primeira onda equatoriana, aos 12 minutos o Grêmio fez o que tem de melhor, na troca de bola rápida. Apesar do campo molhado, Douglas conseguiu encontrar Luan livre na frente da área e correu para receber. Na devolução, limpou a marcação e chutou firme para abrir o placar.
O domínio da bola voltou para a LDU depois do gol, mas os equatorianos não conseguiam achar espaços e apenas chuveiravam na área. Aos 25, em novo contra-ataque, mais um gol gremista. Giuliano ensaiou um drible, mas lançou de bico para Bobô na área. O centroavante desviou com muita categoria e a bola entrou mansa no fundo das redes, com a zaga correndo atrás em desespero.
Na base do abafa, a LDU chegou a ameaçar a meta de Grohe, que fez bela defesa em chute de Morales. O goleirão ainda errou uma saída de bola num cruzamento de Quinteros, mas Pedro Geromel conseguiu consertar, mandando para escanteio, mantendo a boa vantagem para a segunda etapa.
Segunda etapa de superação
Só que a vantagem durou bem pouquinho. Antes do primeiro minuto, Quintero recebeu livre na direita, cortou para a área e bateu firme para descontar em 2 a 1. O empate quase veio aos dois minutos. Romero chutou em bola cruzada na área, mas carimbou a marcação. Sobrou para Puch, que não alcançou para concluir.
Mas aos sete minutos, um golaço deixou o Tricolor respirar no ar rarefeito. Marcelo Hermes cruzou da esquerda, Domingues espalmou para a entrada da área. Walace dominou e chutou no ângulo esquerdo, lá onde a coruja dorme para o 3 a 1.
A partir daí, pressão total dos equatorianos e muito trabalho para Marcelo Grohe. Aos 19 minutos, ele fez milagre. Tenorio correu nas costas da marcação e chutou à queima-roupa, mas o goleirão fechou o ângulo e tirou com os pés.
Pressão até o fim
Mas de tanto martelar na bola áerea, insistir pelos lados, o gol da LDU ironicamente saiu pelo meio. Aos 31 minutos Cevallos botou fogo na partida. Ele chutou do meio da rua, houve um pequeno desvio e Grohe falhou, pulando atrasado, deixando o 3 a 2 entrar no canto esquerdo.
Roger lançou todas as suas substituições para renovar as baterias. Douglas, Bobô e Luan deram lugar a Pedro Rocha, Lincoln e Bressan. Três zagueiros para aguentar as pontas na insistentes bola aérea equatoriana. Tática que seguiu até o final, minando a resistência dos gremistas.
Foram quatro minutos de acréscimo que pareceram durar muito mais. Aos 45, Bressan afastou na área e Walace cometeu falta frontal. Morales chutou forte, mas explodiu na barreira. Na sequência, Edinho despachou bola que caiu com perigo na marca do pênalti. Lincoln ainda teve a chance do 4 a 2, num contra-ataque puxado por Giuliano. Recebeu na esquerda, invadiu a área, mas chutou em cima do goleiro. Não importava mais, o 3 a 2 estava garantido e a classificação volta na mala para Porto Alegre.
Libertadores – Grupo 6
LDU 2
Domínguez; Quinteros (Padilla), Romero, Ayoví e Estupiñan (Cevallos, 17); Benavidez, Vega, Morales, Alemán e Puch (Villalva); Tenório. Técnico: Álvaro Gutiérrez.
Grêmio 3
Marcelo Grohe; Wallace Oliveira, Pedro Geromel, Fred e Marcelo Hermes; Walace, Edinho, Giuliano, Douglas (Pedro Rocha) e Luan (Bressan); Bobô (Lincoln). Técnico: Roger Machado.
Gols: Douglas (12min/1ºT), Bobô (25min/1ºT) e Walace (7min/2ºT), para o Grêmio; Quinteros (30s/2ºT) e Cevallos (31min/2ºT).
Arbitragem: Roberto Tobar (Fifa/CHI), com Christian Schiemann (CHI) Raul Orellana (Fifa/CHI).
Cartões amarelos: Alemán e Tenório (L); Bobô, Marcelo Grohe e Wallace Oliveira (G).
Local: Casa Blanca (Equador)
Fonte:Correio do Povo

Ao Vivo - Rádio Carazinho