Grêmio vence o Atlético-PR por 2 a 1 na Arena

15 de junho de 2015

Intenso, Grêmio vence o Atlético-PR por 2 a 1 na Arena Diego Vara/Agencia RBS

Giuliano abriu o placar no primeiro tempoFoto: Diego Vara / Agencia RBS
Uma vitória e um salto de cinco posições na tabela. Com aplicação e rapidez de movimentos, o Grêmio fez 2 a 1 no Atlético-PR na tarde cinza deste domingo, na Arena. Até então líder do Brasileirão, o adversário chegou a assustar na segunda etapa, mas foi superado pela maior disposição da equipe de Roger Machado. De novo, ficou a impressão de que, com determinação, é possível evoluir. Mas só a chegada de reforços tornará a equipe totalmente confiável.
Em busca de velocidade, Roger Machado apostou em um esquema sem centroavante. Luan revezou-se com Pedro Rocha em deslocamentos pelo meio e lados do campo, enquanto Douglas assumiu o papel de criador, com Giuliano. Em comum, os quatro tinham a tarefa de abafar a saída de bola do Atlético-PR, que, frequentemente, apelou para os balões.

Relembre os lances da partida

Mas nem sempre foi assim. Quando a partida iniciou, Giuliano aparecia aberto pela direita, o que limitava sua criatividade. A bola pouco passava por Douglas e o time também havia dificuldade para conter os avanços de Eduardo e Douglas Coutinho pela direita. Tanto que os primeiros minutos foram de predomínio do Atlético-PR.
Foi com energia que o Grêmio equilibrou as ações. Redobrou os cuidados de marcação, avançou os volantes Walace e Maicon e, pouco a pouco, passou a se impor.
A partir dos 20 minutos, a torcida passou a perceber que o gol seria questão de tempo. Primeiro, no chute rasteiro de Luan, ao lado da trave. Depois, com o inesperado avanço de Rhodolfo, que fez jogada de atacante, livrou-se de dois marcadores e concluiu para fora. Na sequência, Weverton espalmou para o lado chute de Douglas. Na melhor jogada antes do gol, Giuliano chutou errado, após triangular com Luan 
e Douglas.
A sequência de escanteios era outro reflexo do predomínio. Até que, aos 32 minutos, Douglas serviu a Giuliano que acertou o canto esquerdo, colocando o Grêmio em vantagem, em seu terceiro gol no Brasileirão.
A saída de Giuliano, com lesão muscular, foi compensada pela impetuosidade. Dois ataques fortes pela direita, puxados por ele, foram desperdiçados em sequência, o que assustou os torcedores pela falta de melhor pontaria. O desconforto aumentou aos seis minutos, em cobrança de falta de Hernani que venceu Tiago e deixou o marcador igualado.
O jogo tornou-se perigoso. Depois de Pedro Rocha errar cabeceio na frente de Weverton, o Atlético-PR só não virou o resultado porque Tiago fez defesa em chute de Felipe, que invadiu a área sem marcação.
Como só a vitória servia, Roger Machado trocou Douglas, cansado, por Braian Rodríguez, em bsuca de uma solução aérea. Que veio, só que por um zagueiro. A 25 minutos, a defesa rebateu errado e Rhodolfo, atento, desviou de cabeça para fazer 2 a 1.

Ao Vivo - Rádio Carazinho