HCC recebe R$ 30 mil do VII Cordeiraço da Fraternidade

9 de novembro de 2016

Tags:Carazinho
Foto:Portal da Gazeta
A direção do Hospital de Caridade de Carazinho recebeu, na tarde desta terça-feira (08), da equipe organizadora do VII Cordeiraço da Fraternidade, a doação dos recursos financeiros arrecadados com a realização do evento, promovido pela Maçonaria Unida de Carazinho, no último dia 30 de outubro.
O resultado final apurado totalizou a importância de R$30.006,99, que será investido na reforma de um quarto semi-privativo. 
O tradicional Cordeiraço da Fraternidade acontece anualmente, como forma de confraternização entre os maçons de Carazinho e com o intuito de angariar fundos para a instituição de saúde. Por isso, o valor integral do resultado obtido com a promoção é sempre destinado ao HCC.
Em 2016, o evento, realizado no Patronato Santo Antônio, contou com o apoio maciço da comunidade, contabilizando a participação de mais de 500 pessoas.  Devido a isso, o resultado final apurado totalizou a importância de R$30.006,99, que foram repassados nesta terça-feira diretamente ao HCC.
O valor integral da doação será investido pela direção do hospital na reforma de um quarto semi-privativo, contribuindo, assim, para a melhoria das acomodações da instituição de saúde e, consequentemente, do atendimento prestado à comunidade.
Em anos anteriores, os recursos do Cordeiraço da Fraternidade foram investidos, pelo HCC, no aperfeiçoamento de sua hotelaria, onde cinco acomodações foram totalmente reformadas, entre elas uma enfermaria (quarto com mais de dois leitos). Também, foram destinados para a compra de medicamentos oncológicos, equipamentos, móveis e utensílios.
Para o presidente do hospital, Jocélio Cunha, além de tradicional na comunidade, este evento trás resultados extremamente positivos para o HCC, proporcionando a realização de várias melhorias na instituição, que resultam em benefícios para toda comunidade. ”Temos que reconhecer todo esforço despendido na realização deste evento que foi, mais uma vez, um sucesso absoluto”, conclui.(Ana Maria Leal/Portal da Gazeta)

Ao Vivo - Rádio Carazinho