INTER GOLEIA O SÃO PAULO DE RIO GRANDE POR 3 A 0 E AVANÇA NA SEMIFINAL DO GAUCHÃO

11 de abril de 2016

Foto: Fernado Gomes
O São Paulo-RG bem que tentou conter o ímpeto do ataque colorado, mas a equipe de Rio Grande não foi páreo para um Inter empolgado na tarde deste domingo, no Beira-Rio. Com gols de Paulão, Aylon e Vitinho, o time de Argel Fucks chegou à quarta goleada em sequência e se classificou para enfrentar o São José nas semifinais do Gauchão. Como tem melhor campanha na primeira fase do Estadual, o time da Zona Norte tem a vantagem de decidir quem vai para a final em casa. As partidas serão dias 17 e 24.
Um primeiro tempo de um time só foi o que se viu no Beira-Rio neste domingo. O time de Hélio Vieira deixou Rio Grande para empatar o jogo único das quartas de final do Gauchão. Com uma evidente inferioridade física e técnica, o técnico montou duas linhas defensivas para complicar as investidas do Inter. Dois contra-ataques, com Guto como um corredor incansável em direção a Alisson, e um escanteio foram o máximo que os defensores colorados tiveram de se preocupar durante todo os primeiros 45 minutos.
As chances do Inter foram se contruindo desde o início. Logo aos sete minutos, Sasha saiu por trás da zaga do São Paulo-RG venceu o goleiro Deivitty com um toquinho, mas viu a bola tocar a trave antes de Luis Henrique bloquear para escanteio o rebote de Vitinho. com dificuldades para tabelar e chegar na área adversária, Anderson tentou um chute de fora da área aos 23. Deivitty fez bela defesa. Argel, então, mexeu no jogo aos 38 minutos. Tirou Paulo Cezar Magalhães para, com Aylon, aumentar o poderia ofensivo de seu time. Por coincidência, o gol dos donos da casa aconteceu um minuto depois. Andrigo cruzou da direita na segunda trave e encontrou Paulão, que cabeceou para baixo, consciente, vencendo Deivitty. Era o gol que faltava para dar tranquilidade para o Inter armar uma goleada no Beira-Rio. Aylon, que não marcava há oito jogos, desencantou aos 43 minutos. O Inter trocou passes em velocidade, Anderson apareceu na esquerda como um ponteiro e cruzou rasteiro. Havia três jogadores na área para completar: Sasha, Aylon e Andrigo. O segundo esticou a perna e ampliou.
 Na primeira que eu tive botei para dentro. Dá tranquilidade para a gente — resumiu Aylon, quatro gols no Estadual, na saída para o vestiário.
Vitinho deixou o dele logo aos sete do segundo tempo. O camisa 11 bateu falta na barreira, o rebote voltou a seus pés e, de primeira, mandou no ângulo de Deivitty. O placar elástico deu ao Inter a possibilidade de diminuir o ritmo. E o jogo inverteu a característica por alguns minutos: o São Paulo-RG passou a criar chances. os contra-ataques passaram a ser a principal investida do Inter. Com Anderson, com Andrigo e Sasha abertos. Vitinho sempre mais próximo à área. O quarteto, em velocidade, ganhou grande parte das triangulações contra a defesa rio-grandina.
Fonte:Zero Hora

Ao Vivo - Rádio Carazinho