Inter vence o Fortaleza e abre vantagem na Copa do Brasil

1 de setembro de 2016

Foto: Ricardo Duarte
Para um time que há 14 jogos não ganhava uma partida, a vitória por 3 a 0 sobre o Fortaleza, pela Copa do Brasil, foi bem-vinda e tranquilizou um pouco o ambiente no Beira-Rio. Mesmo que o adversário da noite desta quarta-feira (31)  seja da Série C e o Colorado esteja mesmo interessado é em evitar um rebaixamento à Segunda Divisão, o bom desempenho da equipe de Celso Roth aumentou a confiança para o duelo contra o Santos, no dia 8 de setembro.
O jogo de volta, que decidirá o classificado às quartas de final da Copa do Brasil, está marcado para o dia 22 de setembro, no Ceará. O Inter pode perder por até dois gols de diferença no Castelão.
A vantagem foi construída sem sustos. Aylon abriu o placar aos 10 minutos do primeiro tempo, aproveitando cruzamento de William. Aos 44, foi a vez de Nico López deixar sua marca no placar. O uruguaio aproveitou rebote e anotou o 2 a 0.
A vitória colorada foi definida na segunda etapa, outra vez através de Aylon. Paulão acertou cabeçada na trave do Fortaleza. No rebote, Aylon aproveitou a chance para matar a partida.
O Inter poderia ter construído vantagem ainda maior para o jogo de volta. Dourado, Sasha e Nico López criaram lances de perigo que não foram convertidos em gol.
O time do Fortaleza conseguiu pouco ofensivamente e não fez nada para merecer melhor sorte na partida desta quarta-feira.
Inter (3): Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Fabinho (Eduardo Henrique) e Seijas (Ferrareis); Valdívia (Eduardo Sasha), Aylon e Nico López. Técnico: Celso Roth.
Fortaleza (0): Ricardo Berna; Railan, Lima, Edimar e Bruno Melo; Juliano, Corrêa (João Paulo), Rosinei e Daniel Sobralense; Juninho (Pio) e Anselmo (Ronaldo). Técnico: Marquinhos Santos.
Local: Estádio Beira-Rio. Arbitragem: Ricardo Ribeiro, com Guilherme Camilo e Sidmar dos Santos Meurer (trio de Minas Gerais). Gols: Aylon (10min/1ºT e 6min/2ºT) e Nico López (44min/1°T). Cartões amarelos: Nico López, Geferson e Rodrigo Dourado (I); Lima e Railan (F). Público: 13.233. Renda: R$ 256.555,00.(O SUL)

Ao Vivo - Rádio Carazinho