Jornalista registra, em livro, a história de civil morto na Revolta do Forte de Copacabana

29 de outubro de 2016

Foto: reprodução
A participação de Octavio Corrêa, um civil na Revolta do Forte de Copacabana é o tema do livro do jornalista Afonso Licks, que será lançado neste sábado na 62ª Feira do Livro de Porto Alegre. A sessão de autógrafos será às 19h, no segundo andar do Memorial do Rio Grande do Sul.
Além do lançamento da obra “Octavio, O Civil dos 18 do Forte de Copacabana”, haverá uma exposição homônima, que exibirá imagens e os documentos utilizados na produção da publicação independente. O material ficará exposto até 13 de novembro.
Afonso Licks relata a passagem do ginete, natural de Quaraí, desde o combate no primeiro ato do Tenentismo até a Revolução de 1930. Ele também registra a motivação dele e os acontecimentos seguintes. De acordo com o autor, a proposta do livro é tornar pública a atuação do personagem na história do Brasil. Para escrever o livro, ele se baseou nos registros do cemitério quaraense, arquivos militares e da polícia de Paris, onde residiu por um período.(O SUL)

Ao Vivo - Rádio Carazinho