JUSTIÇA ELEITORAL DA BOLÍVIA CONFIRMA VITÓRIA DO “NÃO” EM REFERENDO

24 de fevereiro de 2016

Foto: Roberto Caceres/AFP

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) da Bolívia confirmou na noite desta terça-feira (23) a vitória do “não” no referendo constitucional realizado no último domingo (21), o que impede o presidente do país, Evo Morales, de se candidatar a um quarto mandato (2020-2025). Com 99,49% das urnas apuradas, o “não” se impôs com 51,31% dos votos contra 48,69% do “sim”, afirmou a presidente do TSE, Katia Uriona.
Mais de seis dos dez milhões de bolivianos foram às urnas para decidir sobre a reforma constitucional. A vitória do “sim” possibilitaria uma terceira reeleição de Evo, junto com seu vice, Álvaro García Linera. Esta foi a primeira derrota eleitoral direta do presidente desde sua chegada ao poder em 2006.
Os resultados oficiais apontam que a rejeição ganhou em seis dos nove departamentos (Estados) do país – Potosí, Tarija, Chuquisaca, Santa Cruz, Beni e Pando. Já La Paz, Oruro e Cochabamba votaram a favor da reforma.(Folhapress) 
Fonte: Osul

Ao Vivo - Rádio Carazinho