MORADORES FAZEM MUTIRÃO PARA CONSERTO DE BUEIRO NO BAIRRO SÃO MIGUEL EM URUGUAIANA

18 de julho de 2016

Tags:Uruguaiana
Foto:Diário da Fronteira

É cada vez mais crescente o número de reclamações de moradores de vários bairros de Uruguaiana e a razão é a mesma: o interminável número de buracos nas ruas. Nesses logradouros, os moradores apelam para soluções definitivas para as precárias condições das vias que pioram com o tráfego de veículos e enxurradas. Na Rua Marechal Deodoro com a Adir Máscia a situação é complicada. “A rua está uma peneira de tantos buracos em função do trânsito de caminhões da própria prefeitura usadas nas obras de asfaltamento dessa rua”, reclama um morador. Segundo ele, as obras foram suspensas e a via ficou em precárias condições de trânsito.

Veículo trator – Na Rua Gonçalves Viana, também na zona Sul da cidade, o trecho entre as ruas Emílio Tauceda e Borges da Costa está tomado por buracos. Não há condições de trânsito também na Rua Gonçalves Viana entre as ruas Cabo Luiz Quevedo e Borges da Costa. Os moradores da Rua Venâncio Aires pedem providência para a via que as crateras deixam em condições precárias. “Para circular aqui, somente de trator”, ironiza um morador. Na zona Leste, os moradores pedem providência para a Rua Antônio Monteiro onde proliferam buracos. “As crianças vão para a escola sujas e nem mesmo os carros conseguem circular por aqui”, disse um morador.

Mutirão – Não são somente as ruas que causam dor de cabeça aos moradores. Bueiros ou “boca de lobos” abertos também causam problemas ambientais e oferecem perigo ao trânsito, a crianças e a pedestres. Na esquina entre as ruas Estilac Leal e Domingos de Almeida também de bueiros, os vizinhos organizaram um pequeno mutirão para consertar um bueiro que ameaçava a segurança dos moradores porque estava com a tampa quebrada e ferros à mostra há mais de um ano. O aposentado Arnildo Brum, 57 anos e duas vizinhas trabalharam desde o final da manhã de sexta-feira (14) até o início da noite na obra. “Eu tinha um pouco de cimento e de areia e pedimos ao serralheiro do bairro para fazer uma grade”, disse o morador. Munidos de ferramentas, ele desentupia o bueiro enquanto as vizinhas faziam capina do mato junto ao meio-fio e na calçada. O bueiro recebeu a grade e depois a argamassa que ao amanhecer de sábado, já estava seca. A vedação do buraco não foi total. Brum tomou o cuidado de deixar uma abertura para o escoamento da água da chuva. “Agora acreditamos que irão diminuir os problemas de alagamentos e riscos de acidentes neste bueiro”, espera o morador.

Na Secretaria Municipal de Obras e Serviço Urbanos (Smosu) ninguém retornou as ligações feitas pela reportagem do Diário da Fronteira.(Diário da Fronteira)

Ao Vivo - Rádio Carazinho