OBRAS DE RECUPERAÇÃO DE RODOVIAS AVANÇAM NA SERRA GAÚCHA

3 de maio de 2016

Foto: Daer
O restauro de três, das quatro estradas que integram o Crema Serra (Contrato de Restauração e Manutenção das Rodovias da Região da Serra), deve ser concluído ainda este ano. O investimento é de R$ 153,3 milhões.
O Crema Serra está dividido em dois lotes que totalizam 195 quilômetros. No primeiro, está prevista a recuperação e manutenção de 43,32 quilômetros da ERS-324, do entroncamento da ERS-129 (para Casca) até Nova Prata; e de 57,18 quilômetros da BR-470, entre Nova Prata e Bento Gonçalves. No lote 2, o programa contempla o trecho de 42,24 quilômetros da ERS-122 entre o município de Ipê e a localidade de Samuel, em Farroupilha; e os 52,92 quilômetros da RSC-453 (Rota do Sol) entre Caxias do Sul e Lajeado Grande.
“É uma importante obra, tanto para o turismo quanto para a produção agrícola e industrial da Serra”, destacou o secretário dos Transportes, Pedro Westphalen.
No momento, a construtora contratada pelo Daer está com duas frentes de trabalho na ERS-324. Na primeira etapa, já concluída, foi removido o pavimento deteriorado e, após a drenagem da pista, realizada a recomposição do asfalto. A segunda etapa prevê a implantação de mais uma camada asfáltica e em seguida, a pintura da pista e a instalação das placas de sinalização. A obra está 90 por cento executada e a previsão é finalizá-la em até dois meses.
Na BR-470, estão sendo realizados serviços de manutenção rotineira. O restauro tem previsão de início assim que forem concluídas as obras na ERS-324. A previsão de término é março de 2017. O ponto de partida dos trabalhos será no quilômetro 210, no entroncamento com a ERS-431, em São Valentim do Sul.
Na ERS-122, a empresa está executando a recomposição do pavimento e finalizando a primeira capa asfáltica. Até agora, 50% dos serviços já foram realizados. A recuperação total do trecho deve ser concluída até o final deste ano.
Em dezembro de 2015, o Daer já havia concluído a renovação do pavimento da RSC-453, bem como dos acostamentos e da sinalização.
Fonte:O SUL 

Ao Vivo - Rádio Carazinho