PagSeguro adquire operações no Brasil da alemã Wirecard

29 de dezembro de 2020

Tags:Brasil

O PagSeguro anunciou em agosto, a compra da operação brasileira da Wirecard em um negócio que reforça a atuação da companhia no comércio eletrônico. Essa é a décima aquisição da empresa do grupo UOL desde 2009.

O negócio era esperado pelo mercado desde que a alemã Wirecard entrou em colapso por conta de fraudes contáveis na Alemanha. O negócio respingou no Brasil, afetando a imagem da companhia perante aos seus clientes.

Com a transação, o PagSeguro herda mais de 200 mil clientes, incluindo plataformas de e-commerce, marketplaces e plataformas de loja virtual. Além disso, as soluções são integradas em mais de 40 sistemas de plataforma de loja virtual.

O negócio, cujos valores são estimados em R$ 400 milhões, é sujeito à aprovação do Banco Centra e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Wirecard passou a atuar no mercado brasileiro em 2016, quando adquiriu a brasileira Moip por R$ 165 milhões. Atualmente, fatura R$ 120 milhões e conta com um volume total de pagamentos de R$ 5 bilhões. O PagSeguro, por sua vez, fatura R$ 6 bilhões, conta com 5,5 milhões de clientes ativos e tem um volume total de pagamentos de R$ 122 bilhões.

“É um processo natural de consolidação”, diz Edson Santos, um dos principais especialistas de meios de pagamentos do Brasil. “A PagSeguro nasceu digital, assim como a Moip, mas, a partir de 2013 e 2014, descobriu o segmento de MEIs e está se tornando o banco dos desbancarizados. O volume adicional é importante, mas também produtos e tecnologia.”

Em meio a uma guerra pela Linx, que envolve a Stone e a Totvs, a Pagseguro parece trilhar um caminho diferente, buscando outras formas de crescimento.

Um dia antes do anúncio da compra da Wirecard, o PagSeguro anunciou um acordo com o aplicativo de vídeos curtos TikTok pelo qual os usuários da rede social poderão receber valores em uma conta digital do PagBank.

Ao Vivo - Rádio Carazinho