Pela Série C – Juventude goleia o Guaratinguetá por 5×0

30 de maio de 2016

O Juventude chegou aos quatro pontos e alcançou a liderança, com quatro pontos, a mesma pontuação de Boa Esporte e Guarani, mas com um saldo melhor. Eles só podem ser ultrapassados pelo Botafogo, que vai ao Colosso da Lagoa encarar o Ypiranga. Caso o time de Erechim vença, também vai aos quatro pontos.
Foto: Divulgação/EC Juventude

O Guaratinguetá já se acomoda na zona de rebaixamento e é o lanterna sem nenhum ponto. E com um saldo negativo que já assusta: menos nove em dois jogos – na rodada inaugural, tomou de quatro do Guarani, em um Brinco de Ouro com portões fechados.
Antes do jogo, o técnico do juventude, Antonio Carlos Zago, reclamou das condições do gramado, que não estariam nas condições ideais e, por isso, colocou uma escalação menos ofensiva e mais brigadora.
E foi exatamente assim que a partida se iniciou, truncada no meio de campo, sem grandes emoções.
A primeira chegada aconteceu aos oito minutos por conta de uma saída de bola equivocada dos visitantes. André, da Garça, aproveitou e avançou com a bola. Ele rolou para Lucas Kevin, que bateu prensado. A bola saiu em escanteio, o qual levou pouco perigo à meta de Douglas.
Aos 14, a primeira chegada jaconera. Hugo ficou de frente com o goleiro tricolor Flaysmar, que, com perna direita, não deixou sair o primeiro gol. O goleiro do Guará demonstrava bastante segurança.
Num intervalo de dez minutos, as equipes se mostraram nervosas e três cartões amarelos foram distribuídos: Anderson, do Guará, e Heverton e Lucas, do Juventude, ficaram pendurados ainda na primeira etapa.
Aos 33, os visitantes chegaram mais uma vez com perigo. Hugo tentou a batida após cruzamento, a bola pererecou na área e sobrou para Wallacer, que quase fez de carrinho.
Pouco depois, aos 38, Hugo, principal opção ofensiva sulista, tirou o zero do placar. Ele tabelou com Bruno Ribeiro e saiu na cara de Flaysmar, que nada pôde fazer após o atacante rolar no canto esquerdo. Este foi o primeiro tento de Hugo com a camisa do Juventude.
Já nos acréscimos, a Garça ficou com uma a menos. Giusepe deu um carrinho em Vidal e foi para o chuveiro mais cedo. Na saída, ao microfone da Rádio Caxias 93,5, João Telê, técnico do Tricolor do Vale, bradou contra a arbitragem, afirmando que “foi um roubo, vimos um roubo”.
Ainda deu tempo de mais um lance de perigo. Novamente, Flaysmar impediu o gol jaconero após bela finalização de Wallacer. Além disso, Telê foi obrigado a mexer na equipe; ele tirou Lucas K. e colocou Josimar.
No intervalo, João Telê foi expulso.
Em menos de dez minutos, o Juventude fez três gols. Aos cinco, Vidal ficou cara a cara com Flaysmar e tocou no canto direito. Aos nove, Hugo recebeu cruzamento e finalizou de primeira para fazer 3 a 0. No minuto seguinte, ele de novo. Hugo. Ele recebeu outro cruzamento e finalizou para fazer a goleada.
Pouco depois, Zago resolveu deixar a equipe ainda mais ofensiva. Ele tirou o zagueiro Heverton e colocou Maílson.
A troca surtiu efeito e o Juve voltou a criar. Aos 19, Hugo obrigou Flaysmar a faze outra defesa em chute de longa distância. Aos 20, Hugo sofreu pênalti que ele mesmo bateu. Porém, na batida, Flaysmar defendeu e garantiu um resultado menos humilhante. A disputa entre Hugo e Flaysmar continuou – o centroavante tentava dilatar o resultado e o arqueiro impedia uma derrota ainda pior.
Aos 34, o gol da liderança. Após batida de escanteio, Gabriel tocou a bola com a mão. Wallacer, batedor oficial, assumiu a responsabilidade. Ele tocou no canto esquerdo, fez 5 a 0 e liquidou a partida.
PRÓXIMOS JOGOS
Na terceira rodada, o Juventude recebe o Guarani, no Alfredo Jaconi, às 19 horas de sábado, em duelo entre duas das melhores campanhas até aqui. O Guará, por outro lado, vai em busca dos primeiros pontos. Também em Limeira, encara o Mogi Mirim, outro integrante do Z2.

(Futebol Interior)

Ao Vivo - Rádio Carazinho