PETROBRAS JÁ DEMITIU 170 MIL PESSOAS DESDE O INICIO DA OPERAÇÃO LAVA JATO

29 de março de 2016

Foto: Ale Silva
Desde que foram alvejadas pela Operação Lava-Jato, há pouco mais de dois anos, a Petrobras e suas subsidiárias demitiram 169,7 mil pessoas. O corte já representa o equivalente a 61% da equipe atual, que estava em 276,6 mil em fevereiro de 2016. Em dezembro de 2013, eram 446,3 mil pessoas – de cada dez trabalhadores empregados antes da Lava-Jato, quatro foram dispensados.
Os dados foram compilados a partir de números apresentados ao conselho de administração da estatal e da pesquisa nos relatórios publicados pela empresa nos últimos 12 anos. Os números mostram que, em meio à euforia das enormes reservas do pré-sal, a estatal saiu de 198,9 mil funcionários em 2004 para o recorde de 446,3 mil em 2013.
Os cortes começaram ainda em 2014, último ano da gestão de Graça Foster, quando 74,3 mil perderam o emprego, e se intensificaram sob o comando de Aldemir Bendine, que cortou 95,4 mil até fevereiro deste ano. Após as demissões, a Petrobras está hoje com um efetivo semelhante ao de 2007.
A Petrobras disse, por meio de nota, que “está reduzindo seu nível de investimento e gasto operacional, o que acaba refletindo na contratação de serviços e em ajuste nos empregados próprios”.
Fonte:O SUL 

Ao Vivo - Rádio Carazinho