POLÍCIA FEDERAL FAZ OPERAÇÃO NA CASA DE LULA E O LEVA PARA DEPOR

4 de março de 2016

Divulgação

A PF (Polícia Federal) realiza na manhã desta sexta-feira (04) a 24ª fase da Operação Lava-Jato no prédio onde mora o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo (SP), e na residência do seu filho Fábio Luíz Lula da Silva – conhecido como Lulinha –, em São Paulo. Essa fase da operação, batizada de Aletheia, apura se empreiteiras e o pecuarista José Carlos  Bumlai favoreceram Lula por meio do sítio em Atibaia e do triplex em Guarujá, em São Paulo.
O ex-presidente é alvo de mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva (quando o investigado é obrigado a depor). Os advogados do petista tinham entrado com habeas corpus para evitar a medida, mas ele valia só para São Paulo, e não para Curitiba (PR), de onde despacha o juiz federal Sérgio Moro.
Os veículos da PF chegaram às 6h à residência do petista. Quatro carros entraram na garagem do prédio e cerca de dez agentes ficaram na portaria. A mulher de Lula, Marisa Letícia, não é alvo de condução coercitiva.
Cerca de 200 agentes da PF e 30 auditores da Receita Federal cumprem, ao todo, 44 mandados judiciais, sendo 33 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva, em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. São investigados crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros, relacionados à Petrobras. A determinação da busca e apreensão é de Moro.
Na casa de Lulinha, dois carros da PF e um da Receita Federal são usados na diligência. Os agentes chegaram ao local às 6h e não falaram com a imprensa. Moradores relatam movimentação intensa da PF no interior do prédio.
Na capital paulista, há também agentes da PF no Instituto Lula e na Odebrecht. Há mandados para Atibaia e Guarujá, onde localizam-se o sítio e o triplex, respectivamente, além de Santo André e Manduri.
Agentes cumprem mandados na casa do ex-presidente e no Instituto Lula (Foto: Reprodução/TV Globo)


FONTE: OSUL

Ao Vivo - Rádio Carazinho