RESCISÕES TRABALHISTAS ESTÃO DEIXANDO DE SER PAGAS PELA PREFEITURA DE URUGUAIANA

22 de janeiro de 2016

Muitos servidores que deixaram de integrar o quadro funcional da Prefeitura Municipal há meses e até mais de ano, ainda não conseguiram receber sua rescisão contratual. Tanto rescisões por demissão de servidores de carreira que decidiram deixar o município, como de servidores que estão se aposentando deixaram de ser pagas. Além disso, servidores cargos de confiança exonerados também estão tento dificuldades em receber os valores que lhe são devidos, alguns tendo que recorrer à Justiça. Exemplo disso é uma ex-servidora, que trabalhou cerca de um ano para o município e já deixou a função a mais de um ano. Até agora não recebeu sequer uma previsão de pagamento. Outra, que deixou a Prefeitura depois de seis meses de trabalho, a cerca de um ano e meio, continua sem receber. O prefeito Luiz Augusto Schneider (PSDB) justificou a situação alegando as dificuldades financeiras vividas pelo município. Conforme ele, a liminar concedida pela Justiça limitando os sequestros judiciais para pagamentos de Requisições de Pequeno Valor (RPVs) vencidas, conforme ele, está dando algum fôlego ao Executivo. No entanto, ele diz que, por se tratar de uma liminar, que pode cercas sada a qualquer momento, vivemos um momento de instabilidade e não podemos prever quando teremos condições de efetuar esses pagamentos.



Ao Vivo - Rádio Carazinho