Taurus é acusada de negociar armas com o Iêmen

6 de setembro de 2016

Tags:Mundo
O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Sul ofereceu denúncia em que dois executivos da fabricante de armamentos Forjas Taurus são acusados de enviar 8 mil armas de fogo para um traficante de armamentos do Iêmen. Pistolas e revólveres teriam sido negociadas, violando sanções internacionais que impedem a entrada de equipamentos bélicos no país.
As transações com Fares Mohammend Hassan Mana’a teriam ocorrido ainda em 2013. Ele opera na região do Chifre da África nos últimos dez anos. Documentos citados no processo indicam que as armas seriam supostamente enviadas pela Taurus ao Dijbouti, mas acabaram redirecionadas para Mana’a.
Desde 2015, o Iêmen está imerso em uma guerra civil que já matou milhares de pessoas. Rebeldes apoiados pelo Irã tentam tirar o governo apoiado pela Arábia Saudita do poder.
A Forjas Taurus não foi acionada no processo, que concentra as investigações sobre os executivos. Em abril, a Polícia Civil do RS prendeu três pessoas suspeitas de esquema para desviar armamento da Taurus para traficantes e ladrões de carro no Rio Grande do Sul. Cinco mandados de prisão e sete de busca e apreensão foram realizados no dia 14 daquele mês. (Correio do Povo)

Ao Vivo - Rádio Carazinho