Uruguaianense Vence e Avança para as Semifinais da Série Bronze

25 de outubro de 2016

Tags:Uruguaiana

Tendo Eduardo e Barriga como protagonistas, o time garantiu vaga entre os quatro melhores de 2016.
Foram necessários apenas 14 segundos para a Associação Esportiva Uruguaianense começar a garantir a vaga entre as quatro melhores equipes da Série Bronze. Se passar pelo seu próximo adversário em mais uma fase com confronto direto, já garantirá vaga na Série Prata. Em 2005, quando cessou suas atividades, a Uruguaianense disputava a Prata.

E foi com Lucas (21), que o tricolor da fronteira largou na frente contra a APF, de Passo do Sobrado. Numa jogada que começou com o início da partida, o goleiro Eduardo (24) recebeu a bola na linha do meio da quadra, ele viu o deslocamento de Grillo (19) e tocou rápido. O capitão apenas rolou para Lucas que entrava em diagonal pela esquerda. Ele pegou a bola de primeira e num chute seco venceu o goleiro Testa, 1×0 para a Uruguaianense.
Com forte pressão e marcação alta, a equipe de Noninho Menezes se impôs no início do jogo, perdendo várias oportunidades de ampliar o marcador. Mesmo com o domínio, foi a APF que marcou aos 9min51, com Jean (25), aproveitando uma falha do sistema defensivo do time de Uruguaiana. Rodrigo (7) perdeu a bola na zona de defesa e Eduardo foi surpreendido pelo forte chute rasteiro do jogador de Passo de Sobrado.
Novamente, lá se foi a Uruguaianense recuperar-se do susto. E foi dos pés de Eduardo que surgiu o segundo gol. Ele recebeu a bola poucos passos a frente de sua área. Ao tentar alcançar a bola para Barriga (22), que fez um corta-luz, o goleiro da Uruguaianense acabou marcando o 2×1, aos 11min52seg.
O empate da APF surgiria aos 18min09seg com o goleiro Testa. Ele iniciou a jogada em sua quadra de defesa, passou para Júnior (11) que encontrou Thiago (19) entrando pela esquerda de ataque. O ala bateu forte, a bola resvalou em Lucas e enganou Eduardo, empatando o jogo em 2×2.
Um dos melhores momentos da primeira etapa foi protagonizado pelo goleiro da Uruguaianense. O ataque da APF mais uma vez chegava com força e ele foi obrigado a fazer uma série de três defesas que evitaram que os visitantes fossem para a segunda etapa em vantagem. Brilhou a estrela do menino de apenas 17 anos que vem sendo um dos melhores jogadores de Noninho Menezes, responsável por arriscar colocar em quadra um goleiro tão jovem.
Com vantagem na primeira metade do jogo, Noninho voltou com alternando o time na etapa final. Aos 04min25seg, numa jogada originada em uma cobrança de falta, a Uruguaianense novamente voltou a ficar em vantagem no placar. David (10) passou para Grillo que tocou para o pivô Barriga posicionado junto ao pé da trave, ao lado do goleiro Testa. Com um leve toque ele apenas desviou para o fundo das redes, colocando novamente o time local em vantagem, 3×2.
Mesmo assim, falhas na marcação e chances de gol desperdiçadas davam sobrevida ao adversário. E foi numa dessas falhas, que a APF chegou ao empate, de novo. Aos 14min05seg, numa boa trama, Dadinho (12), achou Júnior (11) sem marcação na frente da área da Uruguaianense. De costas para o gol, ele fez o giro e tirou do alcance de Eduardo, 3×3.
Faltando seis minutos para o final do jogo, lá foi a AEU em busca do gol que lhe daria vantagem em caso de classificação à fase seguinte. Aos 15min38seg, aconteceu a jogada que terminaria em mais um gol de Barriga. Michael (8) achou o pivô da Uruguaianense no meio da zaga adversária. Assim como Júnior (11), ele estava de costas para o goleiro Testa. Ao fazer o giro, ele ficou de frente para o gol adversário. Barriga chutou forte e desempatou a partida, 4×3.
Menos de um minuto depois, aos 16min15seg, Barriga iniciou a jogada num rápido contra-ataque. Ele pegou a sobra de uma bela defesa de Eduardo e tocou para David (10). Ao receber de volta pela direita de ataque, ele se livrou da marcação de três adversários e chutou cruzado, rasteiro, no canto direito do goleiro Testa, marcando 5×3.
Alegando toque no começo da jogada, os jogadores da APF foram reclamar. Resultado: dois jogadores expulsos, Pablo (7) e Júnior (11). Com o jogo quase chegando ao final, era tudo o que a torcida local queria. Porém, com dois jogadores a mais em quadra, a Uruguaianense pecou em errar demais no período em que contava com um número maior de jogadores. Ao se recompor, a APF chegou a marcar mais um gol, com Dadinho (12). Ele conseguiu interceptar um passe errado de Rodrigo (7) e chutou forte do meio da quadra, dando números finais ao confronto, 5×4.
Com o resultado, a Uruguaianense conseguiu alcançar a segunda melhor campanha na classificação geral da competição (49 pontos conquistados), trazendo para o Schimitão o segundo jogo da fase seguinte da Série Bronze. O confronto que definirá um dos times classificados para a Série Prata em 2017 será contra a ADCH, em dois jogos. Os adversários da AEU venceram de goleada a ASF, de Santiago, por 9×1. O primeiro acontece no próximo sábado (29), em Salto do Jacuí, e o segundo, no dia 5 de novembro, em Uruguaiana. No outro confronto, o time de melhor campanha do campeonato, o Parobé, enfrenta a ACBF, de Cerro Branco. Na rodada do final de semana, Parobé empatou com a SERCCA em 5×5 e garantiu-se na fase seguinte. Já a ACBF venceu o Horizontina no tempo normal por 6×4, e foi buscar sua classificação na prorrogação. No tempo extra, a ACBF fez 2×0, também se garantiu na semifinal.
Uruguaianense (5): Eduardo, Grillo, David, Lucas e Somália. Ainda jogaram Rodrigo, Barriga, Gutinha, Guilherme, Michael e Wagnerzinho.
Técnico: Noninho Menezes
APF (4): Testa, Jean, Matheus, Thiago e Júnior. Ainda jogaram Fábio, Pablo, Dadinho e Bruninho.
Técnico: Paulo Rocha
Arbitragem: Adriano Wolf e Diogo Menezes (Santa Maria). 
(Everaldo Jacques)

Ao Vivo - Rádio Carazinho