VEREADOR DE CARAZINHO ENCONTRA RATO DURANTE FISCALIZAÇÃO NO PRÉDIO DO CAPS II

30 de abril de 2016

Tags:Carazinho
Foto:Reprodução 
O vereador Orion Albuquerque esteve na tarde desta quinta-feira (28) fazendo uma visita ao Centro de Atenção Psicossocial – CAPS II, que funciona nos fundos da secretaria municipal de Saúde.
Durante a visita, conversou com os servidores e avaliou a estrutura física do prédio, o que deixou o vereador Orion bastante insatisfeito. Isso porque, no início da tarde, os servidores haviam capturado um rato que ainda estava em uma ratoeira. Em um diálogo aberto, os funcionários contaram que essa foi a primeira vez que eles conseguiram pegar um dos roedores e reforçaram que este não deve ser o único que habita o CAPS em função do grande número de fezes de animais que são encontrados diariamente pelo chão.   
Também mostraram problemas na estrutura da edificação como, janelas sem vidro, buracos na parede da cozinha, além da parte externa que contém uma fossa séptica aberta e que exala um odor muito forte durante todo o dia. E ainda, os problemas com entupimento de ralos, banheiros entre outros.
 Outra situação apontada pelos funcionários foi em relação à estrutura profissional onde ressaltaram a necessidade da contratação de uma terapeuta ocupacional para trabalhar no centro. Para os servidores, essa pessoa seria fundamental para compor a equipe, pois através dela se busca desenvolvimento, tratamento e reabilitação de pessoas de qualquer idade que tenham seu desempenho ou sua convivência afetado por problemas motores, cognitivos, emocionais e de inserção social.
 Hoje a o CAPS II tem uma profissional que atua somente 20 horas e é dividida com o CAPS infantil. Ou seja, ela atende ali somente nas terças-feiras à tarde e quintas-feiras pela manhã. Também comentaram que há banca para o cargo, mas que a secretaria alega não haver recurso para a contratação deste profissional.
Relataram que o CAPS teve de ser fechado em uma ocasião devido a uma infestação de pulgas e que agora a preocupação é ainda maior, pois com os ratos, pode haver as pulgas dos roedores que são responsáveis pela transmissão da peste bubônica. Sem contar que o local é próximo ao Hospital, SMS, CEM, restaurantes e farmácias, apresentando uma preocupação muito maior já que esses locais podem ser afetados também.
 O vereador ouviu os relatos dos servidores e garantiu que iria buscar explicações por parte da secretaria, pois disse ser inadmissível que pessoas convivam com aquela situação.
 Secretaria da Saúde
Em conversa com a secretária municipal de Saúde, Fernanda Da Cás, ela informou que houve um apontamento por parte da 6ª coordenadoria de saúde em ralação a falta de dispenser de álcool gel e papel toalha e a necessidade de lixeiras. De acordo com a secretária, esse material já está na lista do setor de compras que está tomando providências.
Em relação aos ratos, Fernanda afirmou que em março deste ano foi feita a dedetização de todos os ESF’s e CAPS, e que em alguns locais notou-se ainda infestações, o que não poderia acontecer. Disse ainda que nos locais que havia sido notada a presença de insetos e animais como ratos, o trabalho será refeito e que o CAPS seria um destes locais em função do problema constatado.
Em relação à fossa séptica, disse que ela está sendo esgotada por uma empresa de fora, que já iniciou o serviço,  que o mesmo ainda não foi concluído, mas que houve a contratação de uma empresa terceirizada e a manutenção deve ser concluída até a próxima quarta-feira.
Por fim, a secretária de saúde, comentou a situação da terapeuta ocupacional que é dividida nos centros há muitos anos e que ela sabe da necessidade da contratação de mais um profissional porém, não há recurso na rubrica. Falou ainda do impacto financeiro que a prefeitura não tem recursos, o que impossibilita a contratação.
O que diz o ex-secretário
Em função da posição da secretária de Saúde de que parte dos problemas já existiam no ano passado e, consequentemente, sob responsabilidade do ex-secretário João Hartmann, o vereador Orion procurou saber sobre as medidas tomadas na época.
Hartmann, por sua vez, destacou que houve um apontamento da 6ª coordenadoria de saúde em relação à estrutura do prédio antigo que ficava na Avenida São Bento. Na época foi solicitada pela coordenadoria uma reforma ou o fechamento do local. “Nós fizemos uma análise para reforma, mas o custo seria muito alto, então optamos pela mudança, pois, ou mudava o CPAS, ou ele fechava” destacou.
Sendo assim,  foram feitas melhorias na atual estrutura que inclusive, foi aprovada e liberada pelos responsáveis da 6ª coordenadoria. Também disse que na época em que era o secretário não havia estes problemas que lhe foram relatados, principalmente o entupimento de ralos.
Sobre a terapeuta ocupacional, o ex-secretário João Hartmann disse que não há necessidade de se ter uma previsão no orçamento para a contratação deste profissional, como dito pela atual secretária. “No ano passado, nós deixamos de nomear dois cargos de confiança como medida de economia. Para esse ano, tínhamos a mesma ideia, de redução de cargos de confiança para nomearmos uma segunda terapeuta ocupacional, pois há no município banca do referido cargo. O concurso extingue-se em maio”.
Além disso, comentou de duas emendas destinadas para a secretaria e que se tinha a pretensão de construir um novo CAPS II. “No ano passado nós tivemos uma emenda do deputado Ronaldo Nogueira e do senador Lasier Martins que pensamos em usar para a construção de um novo centro, inclusive deixamos um projeto pronto no Planejamento, que foi feito no ano passado, é só solicitar ao Roberto (Roberto Klein secretário de Planejamento)” informou. O local para esse novo CAPS também já estava definido, seria construído ao lado do antigo Hospital Operário.  
O vereador Orion fará uma solicitação a Comissão de Saúde da Câmara para que o acompanhe nos próximos dias ao CAPS II, a fim de avaliarem as medidas que, ele espera, sejam tomadas o quanto antes pela secretaria municipal de Saúde.
Fonte:Portal da Gazeta 

Ao Vivo - Rádio Carazinho