Vitória marca cedo e acaba com invencibilidade do Inter

6 de junho de 2016

 Foto: Ricardo Duarte
O Inter não repetiu os desempenhos dos primeiros jogo do Campeonato Brasileiro e foi derrotado pelo Vitória, no Barradão, em Salvador, neste domingo, por 1 a 0. Além da tradicional dificuldade de construir jogadas ofensivas, o Colorado falhou logo a quatro minutos e sofreu o gol. A equipe de Argel Fucks tentou reagir, mas voltou a repetir erros e não conseguiu o gol de empate.
Com o resultado, o Inter é o terceiro colocado, com os mesmos 13 pontos do Corinthians e do Grêmio, mas com saldo três contra seis dos paulistas e do arquirrival. Já o Vitória é o nono com oito pontos.
O próximo compromisso do alvirrubro é contra o América-MG, no próximo sábado, às 16h, no estádio Beira-Rio. Sasha, Paulão e Anselmo estão suspensos porque receberam o terceiro cartão amarelo. Já o Leão baiano vai ao Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, enfrentar o Botafogo, no domingo, às 11h.
Gol cedo e pouca criação ofensiva
Atuando em seus domínios, os baianos partiram para o ataque. Logo aos quatro minutos, Ernando saiu errado, Kieza tentou driblar Danilo Fernandes, a bola bateu na perna do goleiro e sobrou para Marinho encobrir o goleiro e chutar para o fundo das redes. Cinco minutos depois, Dagoberto fez lançamento para Kieza. A bola caiu dentro da área, mas antes bateu no antebraço de Paulão, porém, o árbitro Thiago Duarte Peixoto entendeu como jogada normal e mandou seguir.
Na sequência, o Inter passou a dividir as ações ofensivas da partida, mas voltou a apresentar os problemas de armação no meio de campo e errar muitos passes. William e Artur, bem marcados, apareceram pouco devido à forte marcação no setor. Com isso, o Colorado pouco criou. Na maioria, bolas cruzadas na área sem um alvo específico.
Aos 40 minutos, Danilo Fernandes salvou o Inter de levar o segundo. Após cruzamento da esquerda, Dagoberto desviou, o goleiro saltou e fez a defesa no reflexo. A bola ainda bateu no poste esquerdo da meta e a defesa afastou o perigo. Cinco minutos depois, Fernando Miguel saiu na intermediária para afastar e errou na bola. Sasha tentou dar uma “puxeta”, mas a bola saiu à direita da meta do Vitória pela linha de fundo.
Inter inofensivo
No início da segunda etapa, Argel retirou Anselmo e colocou Jair. O Colorado iniciou errando muitos passes e sem profundidade, não criava oportunidades de gols. Aos 14, Jair deu lançamento rasteiro para a entrada de William na área pela direita de ataque. O lateral chutou, mas Fernando Miguel saiu da meta e salvou com o pé. Aos 22, Jair cruzou da direita e Fernando Miguel se antecipou, ficando com a bola.
Dois minutos depois, Marinho recebeu passe de Kieza dentro da área e tentou chutar, mas a bola bateu no marcador e voltou para ele. Na sequência, tentou acertar o ângulo esquerdo superior de Danilo Fernandes, mas ela saiu pela linha de fundo. Após esse lance, o jogo ficou ainda mais “feio”, com muitos erros e faltas duras. Argel colocou ainda Aylon e Alex, mas as mudanças não modificaram o rendimento da equipe.
Aos 42 min, Alex arriscou da intermediária, a bola quicou dentro da área, bateu no peito do goleiro Fernando Miguel e saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, Alex cobrou falta, a bola bateu na cabeça de Sasha e matou o goleiro do Vitória. Na sobra, Aylon chutou, mas, mesmo com a meta aberta, colocou para fora.
Aos 50, Kanu recebeu passe sozinho na entrada da grande área e Danilo Fernandes saiu para fechar o ângulo. O jogador do Vitória chutou e Paulão, próximo a linha da meta, tirou com a barriga.
Brasileirão – 6ª rodada
Vitória 1
Fernando Miguel; Norberto (Maicon Silva), Victor Ramos, Ramon e Euller (Leandro Domingues); Amaral, Willian Farias e Flávio; Marinho, Dagoberto (Kanu) e Kieza.
Técnico: Vagner Macini.
Inter 0
Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob, Anselmo (Jair), Andrigo (Aylon) e Gustavo Ferrareis; Sasha e Vitinho (Alex).
Técnico: Argel.
Gol: Marinho (4min/1ºT)
Cartões amarelos: Sasha (3º), Paulão (3º), Anselmo (3º), Ferrareis e Jair (INT) e William Farias (VIT)
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP).
Correio do Povo

Ao Vivo - Rádio Carazinho