Brasil perde para o Londrina e vê sonho do acesso mais longe

19 de outubro de 2016

 Foto: Carlos Insaurriaga
O sonho do acesso à Série A do Brasileirão vai ficando distante do Brasil de Pelotas. O time gaúcho foi superado pelo Londrina por 1 a 0, em pleno estádio Bento Freitas, na noite desta terça-feira, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro da segunda divisão. Com o revés, o Xavante alcançou o quarto jogo sem vencer e segue com 45 pontos, na nona colocação – podendo ser ultrapassado por até dois rivais. O Londrina, agora com 52 pontos, ingressa ao menos por ora no G4.
O Brasil tenta a recuperação na sexta-feira da próxima semana, quando enfrenta Joinville, que luta para escapar do rebaixamento, em Santa Catarina. Já o Londrina visita o Criciúma, em confronto direto pelo G4.
Primeiro tempo morno
Mesmo com os dois times com ambições de acesso, o primeiro tempo do confronto não foi mais do que morno, no estádio Bento Freitas. Tentando encerrar uma sequência negativa de três partidas, o Brasil tomou a iniciativa do confronto. Mas ainda que criasse, faltava o último passe para uma boa conclusão.
Quando conseguia o chute, algum zagueiro paranaense aparecia para cortar, como aos 4, quando Marcos Paraná tentou bater de dentro da área. Dez minutos depois, Elias encontrou Felipe Garcia na área, mas aí a conclusão não foi das melhores e ficou fácil para o goleiro Marcelo Rangel. Do outro lado, a situação não era muito diferente e Eduardo Martini não fez mais que intervenções na primeira metade do jogo.
Apenas no fim do primeiro tempo que o jogo ganhou um pouco mais de emoção. Aos 36, Elias levantou na área e Felipe Garcia cabeceou na trave. O rebote se ofereceu para ele, que mesmo dentro da pequena área mandou para fora. Mas ao invés de pressionar, o Xavante acabou sendo levemente dominado pelos visitantes. Numa chegada perigosa, Jô invadiu a área aos 44 e chegou a bater, mas Leandro Camilo colocou o pé para jogar para escanteio.
Efetivo, Londrina mata o jogo na bola parada
O Xavante tratou de tentar fazer o mando de campo pesar no início do segundo tempo e passou a pressionar. Mas, de novo, faltou capricho na frente. Aos 4, Ramon conseguiu se antecipar à marcação e bateu firme, mas sem direção. Rondando a área, o Brasil continuou sem criar uma chance boa. O Londrina, por sua vez, respondia em rápidos contragolpes, mas geralmente sem bons chutes. Aos 14, conseguiu: Zé Rafael tentou colocada e deu trabalho para Eduardo Martini.
Logo depois, Marcos Paraná recebeu na área em condições para chutar, mas demorou. Encostou para Weldinho, que tampouco conseguiu a conclusão. Faltava isso ao Brasil. E isso o Londrina fez aos 24, depois que Martini se atrapalhou em cruzamento e cedeu escanteio. Na cobrança, Itamar aproveitou a bobeira da marcação e cabeceou forte, sem chances para o goleiro xavante.
O técnico Rogério Zimmermann mandou o Brasil ao ataque em busca do empate. Diogo Oliveira e Gustavo Papa entraram no minuto seguinte ao gol sofrido, nos lugares de Marcos Paraná e Ramón. Em um de seus primeiros lances, Gustavo achou Elias na área, que bateu truncado.
A estratégia manteve o Xavante no ataque até o fim, mas não resolveu o problema da pontaria do Brasil, que ainda quase levou o segundo aos 45, quando Eduardo Martini falhou ao afastar, mas conseguiu se redimir segundos depois, ao se esticar no canto para salvar. No minuto seguinte, Gustavo Papa teve a derradeira chance do jogo, quando cabeceou cruzado e só não correu para o abraço, porque Marcelo Rangel também provou estar com os reflexos em dia e fez a defesa, evitando o empate.
Brasileirão Série B – 32ª rodada
Brasil de Pelotas 0
Eduardo Martini; Weldinho, Cirilo, Leandro Camilo e Brock; Leandro Leite, Felipe Garcia, Washington (Clebson) e Marcos Paraná (Diogo Oliveira); Elias e Ramon (Gustavo Papa). Técnico: Rogério Zimmermann.
Londrina 1
Marcos Rangel; Lucas Ramon, Marcondes, Everton Sena e Leo; Germano, Fillipe Souto (Rafael Gava), Anderson e Zé Rafael; Jô (Alisson Safira) e Itamar (Bruno Batata). Técnico: Claudio Tencati.
Gol: Itamar (24/2º)
Cartões amarelos: Cirilo, Leandro Leite; Anderson, Germano, Marcelo Rangel, Alisson Safira e Itamar;
Arbitragem: Paulo Henrique de Melo Salmazio, auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo e Marcos dos Santos Brito (trio do MS).(Correio do Povo)

Ao Vivo - Rádio Carazinho