Manejo adequado pode reverter debilidade das plantações

16 de março de 2021

Condições climáticas adversas afetam bastante a produtividade das lavouras

Algumas lavouras enfrentaram condições climáticas muito adversas durante o período do desenvolvimento vegetativo, o que ocasionou plantas mais debilitadas, com menor estrutura vegetativa e, consequentemente, com um menor número dos chamados nós produtivos. O gerente do Departamento Técnico da Satis, engenheiro agrônomo Aedyl Lauar, destaca que este cenário afeta significativamente a produtividade, que em algumas lavouras poderá chegar a 30% de redução.

“Uma alternativa altamente viável para amenizar essas perdas é a utilização de algumas soluções como, por exemplo, o Mathury ou Vitaphol Power K, que atuam diretamente no estímulo ao enchimento de grãos, proporcionando um maior PMG (peso por mil grãos), promovendo assim uma lavoura mais produtiva e com melhores rendimentos”. Aedyl considera que o estágio ideal destas aplicações é logo após o início de desenvolvimento das vagens (fase R3), podendo se estender até a fase R5.5. Essas aplicações poderão ser feitas junto aos produtos utilizados no manejo fitossanitário que são usados normalmente nestas fases.

Especialista em nutrição vegetal e sediada em Araxá (MG), a Satis disponibiliza um portfólio completo de soluções, contribuindo para a alta performance da lavoura. A aplicação desses produtos ao proporcionar um maior PMG automaticamente irá promover uma maior produtividade e melhores rendimentos, amenizando as perdas devido ao menor número de vagens por plantas. Lauar considera que outro ponto muito importante de atenção nesta reta final do ciclo da cultura, é o manejo de pragas e doenças que podem afetar drasticamente a produtividade. “Nesta fase final, a demanda de água é muito elevada, portanto, as condições climáticas precisam estar favoráveis para que possamos ter lavouras de melhores performances produtivas”.

Ao Vivo - Rádio Carazinho